Post criado em 16 de Jul de 2020, por volta das 23:44:53 pm

O equipamento de protecção respiratória pulmonar, criado no prazo de 48 horas, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), teve a licença de pôr em produção por parte das empresas.

O valor do custo da mesma é de r$ 400, ou seja, 37 vezes mais barato do que o que está disponível no mercado.

Para obter permissão Para produzir os equipamentos de proteção respiratória, basta que a empresa interessada em enviar um e-mail para o escritório dos NÓS da Inovação Tecnológica no – Inova – [email protected] .

As empresas devem contar com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a produção de sua equipe, que terá que passar a prova, por parte do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Mas as tramitações burocráticas e das provas que podem ser mais rápidos, devido à urgência com que o aumento dos casos de Covid-19, no país de origem.

O ventilador pulmonar que se desenvolve em NÓS, no prazo de 48 horas, os buscadores de Railson Ramos, Mário Ugulino, Válber Gómez, Tiago Maritan, Marcos Alves.

Os dados técnicos da

Ele usa a tecnologia de tela sensível ao toque, que está equipado com um sistema multibiométrico, e se conecta sem fios.

Portanto, pode-se acessar, controlar e usar equipamentos de proteção respiratória de forma remota e em tempo real, através da aplicação móvel.

Os técnicos afirmam que é dada para a montagem e a programação do aparelho, apenas a 1 minuto a pé.

Lembram, também, que este não é um respirador de emergência, pelo que você pode usar indefinidamente, isto é, para substituir as convencionais de tudo que há no mercado. Equipamentos de proteção respiratória pulmonar de NÓS – Foto: os NÓS/Divulgação

Com informações do G1

Polvilhe com boas notícias nas redes sociais. Segue o SNB no Instagram Facebook Twitter Youtube

O conteúdo da SóNotíciaBoa é seguro. Você pode jogar, a partir da introdução de créditos, COM um LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de produção. Você TAMBÉM pode VER o 55% dos brasileiros que se levantaram covid que se recuperaram da doença, o Brasileiro, de 99 anos de idade, durante a 2ª Guerra, e se dá de alta, na cidade do MÉXICO: covid Médico que se dá de alta, depois de 18 dias, com o aplauso e o som de um violino covid Portugal, cria a cabine, que protege os profissionais de saúde, da covid

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *